Abordagens

Mão de criança mexendo com areia e folhas

Experiência pedagógica de Reggio Emilia/Itália

O  compromisso primordial  da Escola Parlenda é garantir que as crianças possam ser elas mesmas na construção de significados em sua experiência educativa. A experiência pedagógica de Reggio Emilia, Itália, propicia às crianças um ambiente educativo enriquecido de oportunidades para conhecer, explorar e expressar suas interpretações do mundo por meio das múltiplas linguagens. 

Em um mundo cada vez mais complexo e conectado, a abordagem reggiana nos oferece caminhos para construir processos educativos que abraçam o dinamismo, a transdisciplinaridade e a diversidade.

Tal proposta valoriza a capacidade expressiva das crianças, que constroem competências e conhecimentos por meio de projetos que confrontam saberes cotidianos, referentes culturais e o pensamento científico. A participação, o protagonismo, a subjetividade, a estética e o pensamento divergente são valores que guiam as nossas práticas educativas.

Pedagogo italiano que atuou na fundação e construção do projeto pedagógico das escolas públicas do município de Reggio Emilia, nos inspira a pensar no conhecimento como uma grande rede e a acompanhar as crianças, a partir da pedagogia da escuta, em seus processos plurais de descoberta do mundo.

Loris Malaguzzi

Loris Malaguzzi

A Parlenda também passou a integrar em sua proposta o  Método Learning by Languages, como aprimoramento da abordagem reggiana, que sintetiza as mais inovadoras teorias pedagógicas.

Assim, o projeto pedagógico da Escola Parlenda, em consonância com os princípios do  método Learning by Languages, funda-se na projetação, na observação e na documentação como estratégias educativas que garantem às crianças a possibilidade de aprenderem e se desenvolverem em um cotidiano rico.

Um, dois, feijão com arroz. Três, quatro, feijão no prato. Cinco, seis, falar inglês. Sete, oito, comer biscoitos. Nove, dez, comer pastéis.

Abordagem Pikler,
bem-estar, aprendizagem e desenvolvimento

A abordagem Pikler é um referência para o desenho dos espaços das salas de referência e nos acompanha na escolha dos mobiliários e brinquedos disponibilizados aos bebês, assim como na construção de uma rotina que garante e promove o bem-estar, a aprendizagem e o desenvolvimento.

Nossa premissa é validar a potência das iniciativas infantis,  considerar  a construção da autonomia pela criança em seu processo de desenvolvimento, propiciar o movimento livre e garantir que o acompanhamento dos adultos seja atravessado pela atitude ética de cuidado e atenção às suas necessidades, interesses e demandas.

Bebê andando no chão_edited.jpg
emmi-pikler-1.jpeg

Emmi Pikler

Emmi Pikler foi uma pediatra húngara que fundou em 1946 o Instituto Lóczy, um local de acolhimento para bebês e crianças órfãs. Por meio do rigoroso acompanhamento das crianças e de uma atenção às práticas de cuidado, surgiu uma abordagem que nos ensina sobre a ética e sobre as competências das crianças, desde bebês. 

Pedagogia da Infância e Saberes Locais

A produção de pesquisadores e professores brasileiros também é uma contínua fonte de inspiração para o desenho da proposta educativa da Escola Parlenda. Nos últimos anos, o campo da educação infantil tem se consolidado no âmbito da pesquisa e da prática a partir do reconhecimento da especificidade da docência com crianças de 0 a 6 anos. Por isso, em nossa escola, desejamos acolher as crianças e as infâncias. Isso significa valorizar o brincar, a cultura, a natureza e as narrativas infantis.

Estamos continuamente em contato com a universidade e participamos da realização de pesquisas sobre a educação infantil. Assim, podemos elaborar teorias a partir da prática e garantir que todos os nossos professores acompanhem as discussões mais recentes da área, proporcionando sempre uma educação infantil de qualidade.