Quintal Escola Parlenda

10mil m² de área verde

Organizamos o nosso espaço de maneira que as crianças sintam-se acolhidas, para que os vínculos de afeto e cuidado sejam estabelecidos com segurança e respeito e as possibilidades de aprendizagens significativas correspondam ao momento de vida das crianças, de suas condições internas sobre o que as mobilizam na busca por conhecer, experimentar, explorar.

Quintal

Entendemos que o quintal de uma escola da infância é um grande laboratório onde crianças e adultos assumem o seu lugar na relação com e na natureza. Vivenciar um cotidiano a céu aberto significa poder construir uma experiência estética que abrange fascínios e descobertas. A relação com as miudezas ou com as lindas surpresas que grandiosas árvores oferecem, aguçam a curiosidade das crianças, suscitam o imaginário, promovem a elaboração de perguntas e possibilitam uma gama de assuntos que podem ser discutidos e compartilhados entre crianças e adultos.

Organizamos o nosso espaço de maneira que as crianças sintam-se acolhidas e possam conhecer, experimentar e explorar o mundo a partir de seus interesses e necessidades. Em um espaço plural e diversificado, cada criança é respeitada em sua trajetória, encontrando na natureza e nos ateliês o suporte necessário para manter viva a sua curiosidade.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
Quintal Escola Parlenda
press to zoom
Quintal Escola Parlenda
press to zoom
Crianças brincando no quintal
press to zoom
1/1
 

O Ateliê e as Linguagens

Pensar  nas crianças considerando as suas potencialidades em se expressar por meio de múltiplas linguagens implica  na promoção de espaços, cenários e propostas que atendam ao seu desejo investigativo  e  a sua vontade de conhecer o mundo e  interpretá-lo.  O ateliê e os mini-ateliês são espaços que as permitem  acionar  sua inteligência e produzir teorias provisórias sobre os mais variados temas. 

O Ateliê deve ser entendido como  um ambiente que convida ao pensamento divergente, à investigação e à expressão por meio de múltiplas linguagens, tais como a  linguagem dos gestos, do olhar, do corpo, a linguagem pictórico-gráfica, a  linguagem digital e da luz, a linguagem científica, a linguagem da natureza,  a linguagem dos alimentos, a linguagem da argila, a linguagem musical, dentre outras. 

  

O ateliê também deve ser entendido como a própria atmosfera que compõem a escola, validando a especial atenção que destinamos à constituição de um ambiente amável, em que as linguagens e interesses das crianças revistam os ambientes tal qual uma segunda pele da escola.

Neste lugar pratica-se uma outra relação com o tempo: as crianças exercem suas pesquisas e atuam sobre as materialidades conforme aquilo que as mobiliza, garantindo a todos o direito da descoberta. 

Espiral

Mini Ateliês

Espaços circunscritos e planejados com intencionalidade de atender a uma ou mais linguagens: sensorial, gráfica, da luz, digital, oral, corporal…  A escolha e variedade de materiais que compõem esse ambiente propiciam o uso dessas linguagens e o aprofundamento das hipóteses e investigações por parte das crianças.

Criança Brincando com formas geometricas de madeira
Teatro de sombra
Criança brincando de cozinha

Territórios de aprendizagens

Varandas, decks, praças, território de água e de construtividade, parque de areia, cozinha de lama, circuitos motores...

 

Estes são espaços onde as crianças podem aprofundar suas pesquisas e dar continuidade às brincadeiras, pois eles são cuidadosamente pensados de modo a dar o suporte necessário para a aprendizagem e a acolhida das culturas infantis.

Território de aprendizagem
press to zoom
Território de construtividade
press to zoom
Espaços coletivo
press to zoom
press to zoom
1/1
Crianças comendo
press to zoom
Crianças comendo
press to zoom
A linguagem da Comida
press to zoom
A linguagem da Comida
press to zoom
1/2

Refeitórios

A linguagem da comida tem centralidade em nossa proposta pedagógica. Por isso, os refeitórios são locais onde elas podem construir uma rica cultura alimentar, encontrar-se com os seus amigos e, assim, nutrir-se de palavras, sabores, texturas, cores e aromas. Elas arrumam a mesa, escrevem o cardápio, servem-se sozinhas e descobrem novos modos de se alimentar.

A jornada para mudar o mundo começa com uma criança

Salas de Referência

Cada grupo tem a sua própria sala de referência. Este é um espaço que reflete a identidade de cada turma, armazena as suas produções, abriga as memórias do vivido e restitui às crianças por meio de documentações aquilo que se investiga e se aprende diariamente.

Sala de Referência
press to zoom
Sala de Referência
press to zoom
Sala de Referência
press to zoom
Sala de Referência
press to zoom
Sala de Referência
press to zoom
Sala de Referência
press to zoom
1/1

Recantos dos bebês

A natureza também é um lugar dos bebês. Estes espaços, demarcados pela atmosfera natural repleta de plantas, oferecem às crianças a oportunidade de se relacionar com a natureza, vivenciar propostas do lado de fora e conviver com crianças de outras idades.

Recantos Escola Parlenda
press to zoom
Recantos Escola Parlenda
press to zoom
Recantos Escola Parlenda
press to zoom
Recantos Escola Parlenda
press to zoom
Recantos Escola Parlenda
press to zoom
Recantos Escola Parlenda
press to zoom
1/1

Conheça outros espaços agora

Entendemos que a escola é é uma comunidade do conhecimento, onde o pensamento crítico se forma e a sensibilidade se manifesta.